Voltar

30/10/2018 - 6º SENARC discute o futuro do setor de refeições coletivas

O mercado tende a crescer com foco na alimentação saudável, interagindo com novas tecnologias e valorizando espaços de compartilhamento das refeições

Diante do cenário político definido nos últimos dias e com a economia sendo uma promessa de crescimento no Brasil, o setor de refeições coletivas espera um quadro mais positivo, com investimento e fomento do mercado para os próximos anos. Dados da Associação Brasileira das Empresas de Refeições Coletivas (ABERC), demonstram que a tendência de crescimento segue constante desde 2016, quando o faturamento aproximado do setor foi de R$ 16.9 bilhões, passando para R$ 18.2 bilhões em 2017 e chegando a R$ 19.3 bilhões neste ano de 2018.

O 6º Seminário Nacional de Refeições para a Coletividade da Região Sul - SENARC, realizado nesta terça-feira (30), no Teatro Carlos Gomes, em Blumenau, reuniu mais de 300 empresários, estudantes e especialistas em alimentação para discutir as tendências de mercado. Com o tema “Venha Viver o Futuro”, os sindicatos de refeições coletivas do Sul do Brasil (SIERC RS-SC e Sercopar) trouxeram análises sobre o desenvolvimento do público consumidor e sugestões de estratégias a serem adotadas pelas empresas com o objetivo de aprimorar ainda mais o setor.

De acordo com Clélia Iwaki, diretora da Informa Exhibitions, a nova área vai atender uma solicitação dos empresários que participaram da edição anterior do evento. “Realizamos uma pesquisa com os participantes em 2017 e 46% dos entrevistados manifestaram o interesse em contar com a oferta de alimentos e ingredientes que possam enriquecer seus cardápios. Agora eles terão muitas opções para fortalecer a identidade de estabelecimentos e produtos comercializados”, comenta.

O presidente do SIERC, Juliano Gruber, abriu o evento falando da expectativa para o segmento e informando que o setor vive um ano atípico, positivo e com grandes desafios. Já Carlos Humberto de Souza, presidente do Sercopar, falou da importância de se discutir o posicionamento das empresas de refeições na área da saúde e educação. “Nós sabemos que a alimentação, desde que seja feita com acompanhamento, pode contribuir muito nessas áreas”, afirma.

“Tendências e inspirações para o seu negócio em Refeições Coletivas”


A palestrante Simone Galante, fundadora e diretora da Galunion Consultoria e Gestão, empresa referência em consultoria para o mercado de foodservice, apresentou alternativas para o alcance de resultados mais sustentáveis, como na alimentação a base de plantas e no uso de bebidas como águas saborizadas.

“Precisamos também entender o que está acontecendo na tecnologia, seja atrás do balcão para automatizar os processos e uma melhor produtividade; ou na linha de frente, gerando mais satisfação aos consumidores e buscando ferramentas para melhorar tanto a parte de pedidos quanto a conveniência, resultando assim em mais satisfação”, avalia.

Estudiosa do mercado de refeições, Simone participa de feiras e eventos em todo o mundo, trazendo um resumo das análises e tendências para o mercado brasileiro. O foco na alimentação saudável é um destaque para o setor de restaurantes e fornecedores de refeições a empresas, escolas e outras instituições onde há consumo coletivo. Ela destaca, por exemplo, que produtos à base de plantas não ficam mais restritos à gastronomia vegetariana ou acompanhando refeições, mas vêm se tornando, cada vez mais, opções de prato principal. Nesse sentido, a alimentação vegana ganha espaço entre o público jovem, que busca por qualidade de vida, ambientes agradáveis para se alimentar e facilidades tecnológicas para se relacionar com marcas e empresas.

“Empresas Inteligentes”


Daniel Zanco, sócio-diretor da Universo Varejo, empresa especializada em tecnologia e consultoria para varejo e franquias, abordou como a indústria de alimentação coletiva tem se modernizado e de que maneira precisa se preocupar com as grandes tendências tecnológicas, que cada vez mais impactam os clientes e consumidores.

Ele afirmou que as empresas precisam cada vez mais “investir em gestão, em comunicação eficiente, em gente e talentos, porque a competição é com muitos setores e as nossas empresas precisam ser mais inteligentes”.

Pensando nas tendências de mercado e no perfil dos consumidores, o evento ainda contou com uma mesa redonda ministrada por Moris Kohl, professor universitário, palestrante e coach, que mediou a conversa com consumidores das gerações Z, Y, X e babyboomers. Juntos, trouxeram reflexões importantes acerca da criação de valor das diferentes gerações no mercado de refeições coletivas.

A última atividade, antes do coquetel do encerramento, foi uma aula-show com Ravi Leite, chef de cozinha e ex Masterchef, em que demonstrou a sua técnica e paixão ao produzir com qualidade e criatividade na cozinha.

A organização já informou que a 7ª edição do SENARC para 2019 e acontecerá em Curitiba, no Paraná.



(41) 3322-4811
(41) 8830-3311

sercopar@sercopar.com.br