Voltar

Festas e protestos vão marcar o Dia do Trabalho em Curitiba

Dia terá até corrida de carrinhos no Ceasa. No interior, as festas das centrais sindicais também vão movimentar o feriado

Diversos eventos vão agitar o Dia do Trabalho deste ano em Curitiba. O principal evento ocorre na Praça Nossa Senhora da Salete, no Centro Cívico da capital: a 12ª edição do "1º de Maio Solidário". A previsão é que acontecerão ainda protestos no centro de Curitiba e até corrida de carrinhos no Ceasa. No interior, as festas das centrais sindicais também vão movimentar o feriado.

Confira o que abre e fecha neste feriado de 1º de maio*a programação, que estava com horários errados, foi corrigida nesta terça-feira

A festa 1º de Maio Solidário deve receber cerca de 120 mil pessoas na capital, segundo a Força Sindical do Paraná -- organizadora do programa. A comemoração está prevista para começar ao meio-dia, com a missa do trabalhador, que será celebrada pelo padre Reginaldo Manzotti. Na sequência, líderes sindicais e autoridades da política – entre eles o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB) – abrem oficialmente o evento, que contará com um sorteio de cinco carros zero quilômetro, dez motos, dez televisores, dez computadores e dez refrigeradores às 15 horas.

Os cupons para participar do sorteio podem ser obtidos mediante a entrega de um quilo de alimento não perecível ou um agasalho, nas barracas montadas no local até as 15 horas. Durante a tarde, também haverá shows com a dupla de música sertaneja João Bosco & Vinícius, e demais ações gratuitas de cidadania para o público. Em 2013, o “1º de Maio Solidário” ocorre simultaneamente em 18 cidades paranaenses, entre elas Londrina, Morretes, Ponta Grossa e Foz do Iguaçu.

A Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS), por sua vez, resolveu usar a data para contestar. A partir das 9 horas, no Largo da Ordem, no centro de Curitiba, entidades ligadas ao movimento – como o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP Sindicato) e a Central Única dos Trabalhadores (CUT) – vão se reunir para protestar contra o aumento da passagem em Curitiba e região metropolitana, as privatizações estaduais e federais e também contra os malefícios trazidos pela Copa do Mundo (“a precarização do trabalho e a remoção de comunidades para a construção de obras para o megaevento esportivo”).

Após a abertura do protesto, o grupo seguirá até a Praça João Cândido com apresentações culturais e intervenções sobre os temas centrais.

De iniciativa do Sindicato dos Permissionários em Centrais de Abastecimento de Alimentos do Estado do Paraná (Sindaruc), a Centrais de Abastecimento do Paraná (Ceasa) realiza a 8ª corrida de carrinhos na Ceasa. Este ano, a novidade é que as mulheres poderão participar da brincadeira, que ocorre às 15 horas, na Ceasa.

Além da corrida, quem for até o local terá acesso gratuito a serviços de saúde e corte de cabelo. Para as crianças haverá brinquedos infláveis, cama elástica, jogos, oficina de argila, pintura livre e esportes recreativos. Haverá ainda lanche gratuito servido sem restrição de quantidade a partir do meio-dia.

A União Geral dos Trabalhadores no Paraná informou que não vai programar eventos para a data.

Cinema

Para os apreciadores de filme, a Cinemateca de Curitiba exibe, entre os dias 1.º e 7 de maio, a Mostra Primeiro de Maio, que celebra a data quando é comemorado o Dia do Trabalho. A mostra reúne filmes nacionais premiados que tratam da luta dos trabalhadores brasileiros ao longo da história. Confira aqui a programação completa.

Foz recebe pela primeira vez 1º de Maio Solidário

A Força Sindical do Paraná, em parceria com o Governo do Estado, trazem pela primeira vez a Foz do Iguaçu a festa do trabalhador; “1º de Maio Solidário”. O evento será realizado a partir do meio-dia, na Praça da Bíblia, com diversas atividades culturais, apresentações musicais e recreação.

A exemplo de outras 15 cidades, o grande atrativo da celebração será o sorteio de 5 carros zero quilômetros, 10 motos 125 cilindradas, 10 geladeiras, 10 televisores, 10 computadores e mais 30 prêmios. Os cupons poderão ser trocados por alimentos e agasalhos.

O encontro celebra os 70 anos de criação da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). No bairro 1º de Maio, que completa na data 37 anos, a associação de moradores também prepara uma grande festa para o Dia do Trabalhador, com almoço festivo e baile, a partir das 15 horas na sede da Associação.

Na unidade do SEST/SENAT, a Festa do Trabalhador inicia ao meio-dia e segue até às 18 horas com apresentações musicais, serviços como aferição de pressão e teste de glicemia, e almoço por adesão.

Festa do trabalhador terá 20 toneladas de churrasco em Cascavel

Cerca de 500 voluntários estão envolvidos na organização da tradicional Festa do Trabalhador, promovida pelo Seminário São José, em Cascavel, no Oeste do estado. A expectativa dos organizadores é que sejam consumidos entre 15 e 20 toneladas de carne. Há 19 anos foi criada a Festa do Costelão que passou a integrar o evento e tornou-se tradicional.

De acordo com o padre Nilton Cesar Pedro, coordenador da festa, serão assados aproximadamente 600 costelões. “Nosso maior número de vendas de costelões é para empresas”, relata o padre. Empresários adquirem os costelões para confraternização do Dia do Trabalhador.

A festa, que neste ano está em sua 47ª edição, acontece nesta quarta-feira (1). Toda a renda da festa é revertida para a manutenção do próprio seminário que atualmente conta com 25 seminaristas. O evento atrai pessoas de cidades do Paraná e outros estados.

Em Londrina, data será marcada por festa e romaria

A tradicional festa do trabalhador do Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil e Mobiliário de Londrina e região (Sintracom) está marcada para as 13 horas, no Estádio José Garbelini, na cidade vizinha de Cambé. Entre as atrações, estão apresentações de cantores e duplas sertanejas e sorteio de brindes como geladeiras, televisores, celulares e bicicletas. Para as crianças, haverá brincadeiras, piscina de bolinhas e algodão doce. O evento é gratuito e aberto a toda a população.

Já a Romaria do Trabalhador deste ano será no Residencial Vista Bela, empreendimento do “Minha Casa, Minha Vida”, com mais de 10 mil moradores na zona norte da cidade. A concentração está marcada para as 8h30, na Avenida Giocondo Maturi, onde começará a missa, presidida pelo arcebispo Dom Orlando Brandes.

Durante a celebração, os trabalhadores sairão em caminhada pelo bairro, refletindo sobre os desafios do mundo do trabalho. Com o lema “Na defesa e garantia dos direitos dos trabalhos: eis-me aqui!”, a romaria deve reunir cerca de duas mil pessoas. “O local foi escolhido pela quantidade de pessoas e pela precariedade das coisas lá. Teremos a missa com caminhada”, justifica o padre Claudinei Souza da Silva, assessor de comunicação da Arquidiocese de Londrina.

A Central única dos Trabalhadores (CUT) de Londrina não terá programação no dia 1º de maio, mas planeja palestras ao longo do mês do trabalhador.

O Núcleo de Comunicação da Prefeitura não informou se haverá programação do Município para o dia.



Infográfico
Infográfico
Infográfico


Fonte: www.gazetadopovo.com.br

Voltar

(41) 3322-4811
(41) 8830-3311

sercopar@sercopar.com.br