” “

Voltar

27/09/2016 - Sobe para 9 os brasileiros entre os 50 melhores restaurantes da América Latina

Peru e Brasil empatam com nove restaurantes na lista; Tuju e A Casa do Porco, ambos de SP, estreiam na seleção

Prato do Tuju, do chef Ivan Ralston. Restaurante estreou em 2016 na lista dos 50 melhores da América Latina. Foto: Divulgação

Prato do Tuju, do chef Ivan Ralston. Restaurante estreou em 2016 na lista dos 50 melhores da América Latina. Foto: Divulgação

Boas notícias para a gastronomia brasileira. A lista divulgada pelo The World’s 50 Best Latin America (50 melhores restaurantes da América Latina) durante a cerimônia na noite de 26 de setembro tem nove restaurantes brasileiros, dois deles estreantes: o Tuju, de Ivan Ralston, e A Casa do Porco, de Jefferson Rueda. O número de restaurantes brasileiros reconhecidos pelo prêmio é apenas um a mais do que a lista do ano passado: quem saiu da edição de 2016 foi o Épice, que era comandado pelo paranaense Alberto Landgraf, fechado em janeiro deste ano.

Janaína e Jefferson Rueda: A Casa do Porco, restaurante aberto em 2015 pelo chef, estreou no ranking dos 50 Melhores da América Latina 2016. Foto: Divulgação

Janaína e Jefferson Rueda: A Casa do Porco, restaurante aberto em 2015 pelo chef, estreou no ranking dos 50 Melhores da América Latina 2016. Foto: Divulgação

>>> Veja a lista dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo em 2016

>>> 3ª temporada de Chef’s Table é dedicada a quatro chefs franceses

>>> Em série da Netflix, grandes chefs extrapolam limites

A mudança, no entanto, foi pouca no ranking dos 10 melhores: o peruano Central, dos chefs Pia Léon e Virgilio Martinez, continua no topo há três anos, seguido pelo conterrâneo Maido (que em 2015 estava na quinta posição) e pelo D.O.M., que passou do quarto para o terceiro lugar. Quem abriu espaço no pódio foi o chileno Boragó, do chef Rodolfo Guzmán, que foi do segundo para o quarto lugar. O mexicano Pujol, de Enrique Olvera, foi do nono para o quinto lugar e o chef foi homenageado na nova categoria, A Arte da Hospitalidade. Mantêm-se na mesma posição de 2015 a 2016 o brasileiro Maní (em oitavo lugar) e o mexicano Biko (em décimo).

Francisco "Paco" Ruano (à esquerda), do Alcade, em Guadalajara, foi eleito o restaurante para se ficar de olho. Ao seu lado, o chef Enrique Olvera, do Pujol, na Cidade do México, eleito o quinto melhor restaurante da América Latina em 2016, além de ter recebido o prêmio "A Arte da Hospitalidade". Foto: Divulgação

Francisco “Paco” Ruano (à esquerda), do Alcade, em Guadalajara, foi eleito o restaurante para se ficar de olho. Ao seu lado, o chef Enrique Olvera, do Pujol, na Cidade do México, eleito o quinto melhor restaurante da América Latina em 2016, além de ter recebido o prêmio “A Arte da Hospitalidade”. Foto: Divulgação

A Casa do Porco foi o estreante com melhor colocação: ficou em 24º. Não foi a primeira vez do chef Jefferson Rueda no palco. Em 2013, quando estava no Attimo, o restaurante ficou em 32º. O Tuju, que abriu em 2014, está na 45ª posição. Caíram no ranking o Remanso do Bosque, dos irmãos paraenses Thiago e Felipe Castanho (da 38ª para a 44ª), o Roberta Sudbrack, no Rio de Janeiro (da 14ª para 25ª) e o conterrâneo Lasai, da 16ª para a 18ª posição.

Pratos do restaurante Central, eleito o melhor da América Latina pela terceira vez. Foto: Divulgação

Pratos do restaurante Central, eleito o melhor da América Latina pela terceira vez. Foto: Divulgação

O Gustu, restaurante da chef Kamilla Seidler, eleita a melhor chef mulher da América Latina, ficou em 14º lugar. Outro homenageado da noite foi o chef Claude Troisgros, do Olympe, pelo conjunto da obra. Seu restaurante foi da 23ª posição para a 17ª.

O chef Claude Troisgros agradecendo a homenagem pelo conjunto da obra. Foto: Divulgação

O chef Claude Troisgros agradecendo a homenagem pelo conjunto da obra. Foto: Divulgação

As homenagens haviam sido adiantadas no início de setembro e a premiação guardou para a grande noite o reconhecimento do melhor chef segundo os pares (o mexicano Guillermo González Beristaín, do Pangea, em 19º lugar), o melhor chef confeiteiro (o chileno Gustavo Sáez, do 99 Restaurante, em 22º lugar) e o o restaurante “para ficar de olho”: o Alcade, em Guadalajara, no México, comandado por Francisco “Paco” Ruano.,

Chefs ao final da premiação de 2016 dos 50 Melhores Restaurantes da América Latina. Foto: Divulgação

Chefs ao final da premiação de 2016 dos 50 Melhores Restaurantes da América Latina. Foto: Divulgação

Veja a lista completa:

Virgilio Martinez e Pia Léon, do Central, em Lima, pela terceira vez o melhor restaurante da América Latina. Foto: Divulgação

Virgilio Martinez e Pia Léon, do Central, em Lima, pela terceira vez o melhor restaurante da América Latina. Foto: Divulgação

1. Central, Lima (Peru) – Melhor restaurante no Peru

2. Maido, Lima (Peru)

3. D.O.M., São Paulo (Brasil) – Melhor restaurante no Brasil

4. Boragó, Santiago (Chile) – Melhor restaurante no Chile

5. Pujol, Cidade do México (México) – Melhore restaurante no México e prêmio A Arte da Hospitalidade

6. Quintonil, Cidade do México (México)

7. Astrid y Gastón, Lima (Peru)

8. Maní, São Paulo (Brasil)

9. Tegui, Buenos Aires (Argentina) – Melhor restaurante na Argentina

10. Biko, Cidade do México (México)

11. Sud 777, Cidade do México (México)

12. La Mar, Lima (Peru)

13. El Baqueano, Buenos Aires (Argentina)

14. Gustu, La Paz (Bolívia) – Melhor restaurante na Bolívia

15. Amaranta, Toluca (México)

16. Leo Cocina, Bogotá (Colômbia) – Melhor restaurante na Colômbia

17. Olympe, Rio de Janeiro (Brasil)

18. Lasai, Rio de Janeiro (Brasil)

19. Pangea, Monterrey (México)

20. Ambrosia, Santiago (Chile)

21. Don Julio, Buenos Aires (Argentina) – Restaurante que mais subiu no ranking

22. 99 Restaurante, Santiago (Chile) – Restaurante que mais subiu no ranking

23. Parador La Huella, José Ignacio (Uruguai) – Melhor restaurante no Uruguai

24. A Casa do Porco, São Paulo (Brasil) – Estreia na lista com melhor colocação

25. Roberta Sudbrack, Rio de Janeiro (Brasil)

26. Aramburu, Buenos Aires (Argentina)

27. Osso Carnicería y Salumeria, Lima (Peru)

28. Mocotó, São Paulo (Brasil)

29. Criterión, Bogotá (Colômbia)

30. Rafael, Lima (Peru)

31. Elena, Buenos Aires (Argentina)

32. Alto, Caracas (Venezuela) – Melhor restaurante na Venezuela

33. La Cabrera, Buenos Aires (Argentina)

34. Fiesta, Lima (Peru)

35. Chila, Buenos Aires (Argentina)

36. Maito, Cidade do Panamá (Panamá) – Estreia na lista e Melhor restaurante no Panamá

37. Nicos, Cidade do México (México)

38. Malabar, Lima (Peru)

39. Corazon de Tierra, Baja California (México)

40. Harry Sasson, Bogotá

41. Isolina, Lima (Peru) – Estreia na lista

42. 1884, Mendoza (Argentina)

43. Osaka, Santigo (Chile)

44. Remanso do Bosque, Belém (Brasil)

45. Tuju, São Paulo (Brasil) – Estreia na lista

46. La Bourgogne, Punta del Leste (Uruguai)

47. Tierra Colorada, Assunção (Paraguai) – Estreia na lista e Melhor restaurante no Paraguai

48. Dulce Patria, Cidade do México (México)

49. Andres Carne de Res, Bogotá (Colômbia)

50. Pura Tierra, Bueno Aires (Argentina)




Fonte:
Gazeta Do Povo - www.gazetadopovo.com

Informações à imprensa:
Pontuale Comunicação & Marketing:www.pontualecomunicacao.com.br
Jornalista Caroline Michel: caroline@pontualecomunicacao.com.brr
Skype: carolpontualecomunicacao
Telefone: (41) 9653.9507

Voltar

(41) 3322-4811
(41) 8830-3311

sercopar@sercopar.com.br